CRESCE NÚMERO DE PESSOAS LESADAS COM FRAUDES DE CARTÕES DE CRÉDITO NO MARANHÃO

Tem crescido o número de pessoas com cartão de crédito usado em fraudes ligadas a essa modalidade de compra. Só no Instituto de Promoção e Defesa do Cidadão e Consumidor (Procon), chegaram mais de 600 reclamações de consumidores maranhenses de 2015 até a atualidade. A clonagem do cartão é um dos crimes mais comuns.

O aumento da demanda de crédito por parte do consumidor resulta também em um alerta para quem utiliza essa modalidade de pagamento. É que segundo ainda os dados do Serasa a cada 17 segundos um brasileiro é vítima de fraude.

Só nos seis primeiros meses deste ano já foram registradas em todo o país 950.632 tentativas de fraudes contra pessoas físicas. No Maranhão nos últimos dois anos 636 reclamações chegaram ao Procon referentes a fraudes na emissão de cartões de crédito e na abertura de conta bancária.

A consultora de vendas Maria do Carmo Nogueira diz que no trabalho o cartão de crédito é um aliado, mas ela revela que já foi surpreendida com uma fatura. “Geralmente a gente tem uma página de fatura e a minha tinha 20. Aí eu tomei um susto tão grande que eu disse ‘Meu Deus o que aconteceu?’”

O cartão da consultora foi clonado. Foram sete mil reais em compras pela internet. Ela ligou para a instituição financeira pediu o bloqueio e o cancelamento do cartão, e contestou as compras. O valor foi estornado.

Segundo o defensor público Alberto Pessoa nestes casos a instituição financeira é obrigada a atender as solicitações de bloqueio e cancelamento do cartão. Caso haja resistência o consumidor deve procurar os seus direitos. “É importante que o consumidor neste momento ele documente com registro de protocolo que tentou cancelar, anote a data, a hora, a pessoa com quem falou. Depois registre a ocorrência na delegacia e caso haja resistência dessa instituição financeira que procure os órgãos de defesa do consumidor”, explicou

 

Deixe uma resposta