Exclusivo!  CONHEÇA A HISTÓRIA DA QUADRILHA JUNINA EXPLOSÃO DE CHEIRO

Na história das comunidades, a festa popular integra o individual ou coletivo permeando a comunidade, significando uma intensa produção e partilha de sentidos. Na esfera da pós-modernidade as festas populares ganham corpo onde os cortonos estão ligados aos fenômenos comunicacional, econômico, social, político e cultural, operante as ações concretas e lúdicas.

A criação da Quadrilha Explosão de Cheiro, acontece em meio à ínterim. A quadrilha é criada no ano de 2017, no município de Pinheiro, Norte do Estado do Maranhão, pelos senhores José Ribamar Pinheiro, Enilson Carlos Lopes dos Santos e Antônio Carlos Soares, mais conhecido pela alcunha de Chucalho; objetivando incentivar a cultura junina local. Segundo os seus criadores, a quadrilha é intrinsecamente comemorativa e diversional, carregando em sua formação a alegria, a celebração do São João, além da valorização local nas suas mais diversificadas produções de sentidos.


Destarte, em seu primeiro ano a Quadrilha Explosão de Cheiro traz ao público o tema: Pinheiro: suas belezas e encantos. Os encantos das nossas festas ao som dos tambores de crioula, apresentando encanto sincrônico nas pujantes batidas nos tambores cobertos de couro e o rodopiar das coreiras. Lembrar da nossa gente simples, os hábitos e do nosso imaginário social com personagens singulares como a curacanga assustando os pescadores nos verdes campos do Pericumã, que apresentam rara beleza em seu espetáculo de mar doce, o que concede à Pinheiro o epíteto de pantanal maranhense.
Atualmente a Junina Explosão de Cheiro conta com um quadro de 49 pessoas, divididos entre 38 dançarinos e dançarinas, 3 organizadores e 8 no apoio. A maioria dos membros do balé são jovens das áreas periféricas da cidade, o projeto da quadrilha, destaca-se como importante meio de inclusão social.

Deixe uma resposta