DEPOIS DE FUGIR DOS OFICIAS DE JUSTIÇA, SARNEY SERÁ INTERROGADO POR MORO ATRAVÉS DE VIDEOCONFERÊNCIA

Durante dois meses oficiais de justiça tentaram interrogar o ex-presidente José Sarney, sem êxito, o peemedebista simplesmente não era encontrado em suas residências. Por isso, o depoimento dele marcado para esta terça-feira, 15, teve de ser adiado. A nova data ficou marcada para o próximo dia 8 de março, às 9h30.

O esperado encontra “frente a frente” entre o juiz Sérgio Moro e Sarney, não ocorrerá, isso porque o depoimento será através de videoconferência.

Neste processo em que Sarney foi arrolado como testemunha de defesa, Lula é acusado pela força-tarefa da Lava-Jato por lavagem de R$ 1,3 milhão pagos pela OAS para armazenar o acervo presidencial entre janeiro de 2011 e janeiro de 2016 em depósitos da Granero. Sarney foi convocado para depor para que explique à Justiça como fez para armazenar o acervo de seu governo (1985-1990).

Deixe uma resposta