PROJETO MINHA CASA, MINHA VIDA DE PINHEIRO DE SONHO VIRA PESADELO

casasss

O projeto do governo federal “Minha Casa, Minha Vida” que deveria beneficiar centenas de Pinheirenses, de sonho vira pesadelo. Após serem invadidas por populares na noite do domingo  dia 20 de novembro, o conjunto “Bom Viver”, que fica na estrada da Bubalina, tem cerca de mil habitações inacabadas, faltando apenas parte do acabamento apesar de mais de 5 anos em construção.

Após várias promessas de entrega, os imóveis foram se arrastando durante 5 anos enquanto muitos precisando de uma casa para morar. O atual prefeito Filuca Mendes tinha prometido inaugura-las em outubro de 2015, o que não aconteceu. Os populares que tomaram as casas alguns estão de posse de documentos das residências, e apesar da necessidade de moradia, alguns aproveitaram a invasão para saquear as casas, já levaram vasos sanitários, portas, janelas, torneiras e pias.

casa casass

Projetos do governo federal foram praticamente paralisados por conta da crise politica que o pais vive, e aqui em Pinheiro não foi diferente, no entanto boas articulações e parcerias concretas estão sendo realizadas pelo Prefeito Eleito Luciano.

Ao lado do deputado federal Waldir Maranhão (PP), Luciano Genésio falou sobre seu trabalho em prol do benefício da população da “Princesa da Baixada”. “Vamos nos empenhar incansavelmente para buscar melhor qualidade de vida para os nossos Pinheirenses”, disse.

Ao lado do deputado federal Waldir Maranhão (PP), Luciano Genésio falou sobre seu trabalho em prol do benefício da população da “Princesa da Baixada”. “Vamos nos empenhar incansavelmente para buscar melhor qualidade de vida para os nossos Pinheirenses”, disse.

O prefeito eleito Luciano Genésio, que mesmo antes de assumir já vem mostrando resultados através de importantes parcerias que tem feito, participou de uma série de reuniões em Brasilia, uma delas foi com o presidente da Caixa Econômica Federal, Gilberto Occhi, onde entre outros assuntos, foram discutidas as obras em andamento no município de Pinheiro e a garantia da entrega de 3.000 habitações no próximo ano.

Deixe uma resposta